THE HISTORY OF RURAL EXTENSION IN BRAZIL: FROM REPRODUCTION TO REFLECTION

  • Ana Elisa Lourenzani Sao Paulo State University - UNESP
  • Silvia Cristina Vieira Sao Paulo State University
  • Cristiane Hengler Bernardo Sao Paulo State University
  • Eduardo Guilherme Satolo Sao Paulo State University
Palabras clave: Extensión rural, ATER, Asistencia técnica, PNATER, Comunicación rural

Resumen

Este documento pretende comprender cómo se ha configurado las políticas nacionales de asistencia técnica y extensión rural (ATER) en Brasil contemporáneo, buscando los determinantes de su configuración. Para lograr este objetivo se utilizó la legislación que regula las políticas públicas ATER - PNATER, PRONATER y ANATER. También se investigaron los eventos relevantes para el servicio de extensión, como la creación de INCRA, CATI, ACAR, EMBRATER y MBRAPA, además de CNDR, CNDRS y CONDRAF. Las discusiones permitieron verificar que el ATER contemporáneo se basa en el desarrollo rural sostenible, aunque la práctica aún no es una realidad.

Citas

- Bernardo, Cristiane Hengler Corrêa; Vieira, Silvia Cristina; Lourenzani, Ana Elisa Bressan Smith; Satolo, Eduardo Guilherme, “O papel do extensionista na sociedade atual: ultrapassando as barreiras de comunicação”, 53º Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, 2015.

- Brasil, Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural. Ministério do Desenvolvimento Agrário. Versão Final, Brasília, MDA, maio de 2004.

- Callou, Angelo Brás Fernandes, Silva, Maria Luiza Lins, Leitão, Maria Rosário Andrade, Santos, Maria Salett Tauk, “O estado da arte do ensino da extensão rural no Brasil”. Revista Extensão Rural, 15/16 (2008), pp. 84-116.

- Caporal, Francisco Roberto y Ramos, Ladjane de Fátima, “Da extensão rural convencional à extensão rural para o desenvolvimento sustentável: enfrentar desafios para romper a inércia”, en Monteiro, D. M. C. y Monteiro, M. A., Desafios na Amazônia: uma nova assistência técnica e extensão rural, Belém, UFPA/NAEA, 2006, pp. 27-50.

- Caporal, Francisco Roberto, A Extensão Rural e os limites à prática dos extensionistas do serviço público, (Dissertação de Mestrado), Santa Maria, Universidade Federal de Santa Maria, 1991.

- Capristano, Milena Oliveira Werneck y Souza, Renato Santos, As organizações frente a políticas em extensão rural no Brasil, 51º Congresso Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, 2013.

- Coelho, Vanessa Pfeifer, Silveira, Cristiane Amaro, “Agroecologia e a Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural, legitimando modelos de agricultura e de desenvolvimento rural?”, 47º Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural (2015).

- Coordenadoria de Assistência Técnica Integral, Institucional, disponible en: www.50anos.cati.sp.gov.br/ [Consultado el 5 de julio de 2015].

- Costabeber, José Antônio, Transição agroecológica: do produtivismo à ecologização, Sustentabilidade e cidadania: o papel da extensão rural, Porto Alegre, Emater/RS, 1999, pp. 67-120.

- Decreto nº 8.252, de 26 de maio de 2014. ANATER.

- Diesel, Vivien et al., “Privatização dos serviços de extensão rural: uma discussão (des)necessária?”, Rev. Econ. Sociol. Rural, Brasília, 46/4 (2008), pp. 1.155-1.188.

- Diniz, Raphael Fernando y Hespanhol, Antonio Nivaldo, “Reestruturação, reorientação e renovação do serviço extensionista no Brasil: a (difícil) implementação da Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (PNATER)”, Extensão Rural, 25/2 (2018), pp. 7-30.

- Embrapa. Quem somos, disponible en: https://www.embrapa.br/quem-somos [Consultado el 15 de junio de 2017].

- Escher, Fabiano y Schneider, Sergio, “Capitalismo, agricultura e desenvolvimento no Brasil: uma contribuição para o debate atual”, en Sauer, Sérgio, Desenvolvimento e transformações agrárias: BRICS, competição e cooperação no Sul Global, 2019, pp. 71-103.

- Feliciano, Antonio Marcos, Extensão rural: criação, estratégias de uso e retenção do conhecimento, (Tese de doutorado), Florianópolis, Universidade Federal de Santa Catarina, 2013.

- Fonseca, Maria Teresa Lousa da, Extensão Rural no Brasil, um projeto educativo para o capital, São Paulo, Loyola, 1985.

- Freire, Paulo, Extensão ou Comunicação?, Tradução Oliveira, R. D. 14ª ed. Rio de Janeiro, Editora Paz e Terra, 2010.

- Gerhardt, Cleyton, “Tautologia e retórica messiânica da ‘transição agroecológica’ na ‘nova extensão rural’”, Extensão Rural, 21/3 (2014).

- Haag, Áureo Leandro, O desempenho do programa nacional de fortalecimento da agricultura familiar no estado do Rio Grande do Sul (Dissertação de mestrado), Uberlândia, UFU, 2009.

- Hespanhol, Nivaldo, “Agricultura, desenvolvimento e sustentabilidade”, en Marafon, Glaucio José, Rua, João, Ribeiro, Miguel angelo (Org.), Abordagens teórico-metodológicas em geografia agrária, Rio de Janeiro, EdUERJ, 2007, pp. 179-198.

- Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, História da Reforma Agrária, disponible en: http://www.incra.gov.br/reformaagrariahistoria [Consultado el 15 de junio de 2017].

- Landini, Fernando Pablo, “Problemas enfrentados por extensionistas rurais brasileiros e sua relação com suas concepções de extensão rural”, Ciência Rural, 45/2 (2015), pp. 371-377.

- Lei 11.326 de 24 de julho de 2006.

- Lei 12.188 de 11 de janeiro de 2010.

- Leite, Acassio Zuniga, Tubino, Nilton Luís Godoy, Sauer, Sérgio, “Políticas públicas para terra e território: um olhar prospectivo sobre os próximos quatro anos no campo brasileiro”, en Brasil: incertezas e submissão?, São Paulo, Fundação Perseu Abramo, 2019, pp. 171-190.

- Mattei, Lauro, “A política agrária e rural do governo Temer”, en Maluf, Renato y Flexor, Georges, Questões agrárias, agrícolas e rurais: conjunturas e políticas públicas, Rio de Janeiro, E-Papers, 2017, pp. 169-177.

- Mattos, Luciano Mansor de, Austeridade fiscal e desestruturação das políticas públicas voltadas à agricultura familiar brasileira, São Paulo, Fundação Friedrich Ebert Stiftung, 2017.

- Olinger, Glauco, Métodos de extensão rural, Santa Catarina, EPAGRI, 2001.

- Peixoto, Marcus, Extensão rural no Brasil – uma abordagem histórica da legislação, 2008, disponible en: www12.senado.leg.br/publicacoes/estudos-legislativos/tipos-de-estudos/textos-para-discussao/td-48-extensao-rural-no-brasil-uma-abordagem-historica-da-legislacao [Consultado el 5 de mayo de 2015].

- Ribeiro, José Paulo, A saga da extensão rural em Minas Gerais, São Paulo, Annablume, CPP Emater- Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do estado de Minas Gerais, 2000.

- Schaidhauer, Maurício, Assistência técnica e extensão no desenvolvimento e promoção do turismo rural, (Dissertação de Mestrado), Porto Alegre, UFRGS, 2011.

- Vieira, Silvia Cristina, O papel do extensionista no fluxo bilateral de informações entre pesquisadores do agronegócio e produtores rurais (Dissertação de Mestrado), Tupã, Faculdade de Ciências e Engenharia – UNESP, 2016.

- Zarnott, Alisson Vicente et al., Avanços e retrocessos nas políticas de extensão rural: análise crítica sobre a Anater, 53º Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, 2015.

- Zuin, Luís Fernando Soares; Zuin, Poliana Bruno; Diaz Manrique, Miguel Alejandro, “A comunicação dialógica como fator determinante para os processos de ensino-aprendizagem que ocorrem na capacitação rural: um estudo de caso em um órgão público de extensão localizado no interior do Estado de São Paulo”, Cienc. Rural, 41/5 (2011), pp. 917-923.

Publicado
2020-06-15
Cómo citar
[1]
Lourenzani, A.E., Vieira, S.C., Bernardo, C.H. y Satolo, E.G. 2020. THE HISTORY OF RURAL EXTENSION IN BRAZIL: FROM REPRODUCTION TO REFLECTION. Historia Actual Online. 52 (jun. 2020), 45-56. DOI:https://doi.org/10.36132/hao.v2i52.1868.