História

Os seminários internacionais "Nuestro Patrimonio Común" foram projetados no ano 2000 como uma ferramenta básica para a Asociación de Historia Actual que se estava preparando naquele tempo. A sua primeira edição teve lugar na Universidade de Cádiz, em janeiro de 2001. Desde então, seu prestígio e influência cresceram na mesma medida que o número e a qualidade dos participantes. Inicialmente eles foram concebidos como um fórum acadêmico para o intercâmbio Ibero-americano, com participação de professores e pesquisadores da Espanha, Portugal e Ibero-América. Nas edições seguintes, os seminários NPC foram ampliando seu escopo de reflexão, incorporando estudiosos de outros países europeus e do Magrebe, o que permitiu aprofundar a análise do Espaço Atlântico como um ecossistema humano e ecúmene multicultural. A partir de 2005, o AHA optou por transformar os seminários NPC em um fórum de discussão permanente sobre os problemas globais, com especial atenção ao diálogo leste-oeste, que promoveu a participação de professores e pesquisadores de todos os Regiões do planeta.